terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Entre lágrimas, familiares e advocacia acreana dão o último adeus a Ruy Duarte

11/12/2012 14:56 - Atualizado em 11/12/2012 17:05
Entre lágrimas, familiares e advocacia acreana dão o último adeus a Ruy Duarte
Durante o velório centenas de amigos e companheiros de profissão deram o último adeus a Ruy Duarte.
Gleydison Meireles, da Agência ContilNet
Advogado Ruy Duarte foi um dos grandes profissionais do estado
Advogado Ruy Duarte foi um dos grandes profissionais do estado

Gaúcho de São Jerônimo, o advogado Ruy Duarte, 64 anos, morreu na madrugada de domingo (09), no hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, vítima de complicações de saúde por conta da diabetes. O corpo do advogado foi velado na sede da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB, seccional Acre e seu sepultamento aconteceu as 10h desta terça-feira (11), no cemitério São João Batista.

Muito abalado, o sobrinho e também advogado Roberto Duarte Júnior lamentou a morte de Ruy Duarte. “É uma perda irreparável, a perda de um grande jurista, um baluarte da advocacia acreana. Um homem que sempre exerceu sua profissão com dedicação e amor. O direito acreano está de luto, a sociedade acreana está de luto”, disse o advogado.

Durante o velório centenas de amigos e companheiros de profissão deram o último adeus a Ruy Duarte. O velório ocorreu durante toda a noite de segunda e madrugada de terça-feira.

Durante o velório centenas de amigos e companheiros de profissão deram o último adeus a Ruy Duarte/Foto: Selmo Melo
Durante o velório centenas de amigos e companheiros de profissão deram o último adeus a Ruy Duarte/Foto: Selmo Melo
Dedicação e amor ao exercício da advocacia
Dezenas de amigos e admiradores usaram as rede sociais para expressar as últimas homenagens a um dos mais conceituados advogados criminalistas do Estado. O advogado Sanderson Moura escreveu em seu blog que a classe perdeu um grande profissional.

“Nossa classe perde um grande profissional, que merece todas as honras e apologias e tributos, que merece toda a nossa admiração, principalmente por ter nos ensinado, com o exemplo de sua rica e produtiva atuação profissional, que para ser advogado é preciso antes de tudo sentir essa profissão pulsando no coração; e assim era Ruy, a própria expressão da advocacia pulsando a todo vapor no seu singular jeito de ser!”.

Em outro trecho de sua homenagem, Moura exalta as qualidades profissionais de Ruy Duarte. “Rui Duarte: advogado que impressionava pela sua presença, pelo seu jeito destemido de defender, por sua voz enérgica, forte e altiva, por seu olhar guerreiro, carismático, pronto para o combate.

Não viveu a advocacia mais ou menos, como um fraco, como um pusilânime, como um bajulador; era advogado independente, polêmico, interessante; interessante porque ninguém passava por ele com indiferença, ou admirava-o ou criticava-o; ele não era morno, sem luz, sem sal, apático”, escreveu Sanderson Moura.


Quem foi Ruy Duarte
Ruy Duarte era gaúcho de São Jerônimo e chegou ao Acre em 1979 para lecionar História na Universidade Federal do Acre (Ufac). Era bacharel em História e Administração de Empresas. Aqui no Acre cursou Direito na Ufac, instituição onde foi presidente da Comissão Permanente de Vestibular até 1992, quando pediu exoneração para dedicar-se exclusivamente à advocacia.

Em 1993, o advogado recebeu “Ordem da Estrela do Acre”, no grau de “oficial”, e “Cidadania Honorária” de Rio Branco – Cidadão Riobranquense -. Em 2005, da Assembléia Legislativa do Acre o título de “Cidadão Acreano”, em 2006, em Porto Alegre (RS) a “Ordem do Mérito RioGrandense” e o Diploma de “Cônsul Gaúcho Honorário, no AC”.

Ele foi responsável por cassar a candidatura do então governador do Acre, Jorge Viana, a reeleição, a mando Flaviano Melo, candidato ao governo pelo Movimento Democrático Acreano (MDA), que foi derrotado a época. Ele também foi defensor do ex-deputado Hildebrando Pascoal.

Ruy Duarte era casado com Cristiana Locatelli Duarte e deixou 4 filhos: Laura, Nara Guilherme e Ruy Aldo e 2 netos: Ian e Gabriel.


Nenhum comentário: