terça-feira, 18 de setembro de 2012

Quadrilha é transferida para Rio Branco após rumores de resgate

Quadrilha é transferida para Rio Branco após rumores de resgate
A transferência dos presos foi realizada durante a madrugada de sábado (15), pela BR-364, sob muito sigilo e um forte esquema de segurança montado por policiais militares e agentes penitenciários.
Detentos foram conduzidos ao presídio de segurança máxima, Antônio Amaro Alves/Foto:juruaonline
Detentos foram conduzidos ao presídio de segurança máxima, Antônio Amaro Alves/Foto:juruaonline
Informações levantadas pelas polícias e pelo Instituto da Administração Penitenciária do Acre (Iapen) apontaram para um possível resgate no presídio Manoel Néri da Silva, em Cruzeiro do Sul, dos bandidos integrantes de uma quadrilha que realizou um assalto na casa do empresário Raimundo Oliveira, no final do mês passado.

Diante das informações e com autorização da justiça, o bando foi transferido em caráter de urgência para Rio Branco.

A transferência dos presos foi realizada durante a madrugada de sábado (15), pela BR-364, sob muito sigilo e um forte esquema de segurança montado por policiais militares e agentes penitenciários. Francinaldo da Silva Oliveira, o Nego, 33 anos que é do Mato Grosso se diz integrante da organização criminosa PCC.

O modo como o grupo começou a se articular dentro do presídio também motivou a transferência.

Além de Francinaldo, Jeferson Gomes Galvão, 28 anos, José Almeida de Souza Albuquerque, 22 anos, Jonieres Gomes da Silva, 22 anos e José Luiz Fonseca da Silva, preso por último, acusado de ser o mentor do assalto foram entregues no presídio de segurança máxima, Antônio Amaro Alves.

O sexto integrante da quadrilha que assaltou a casa do empresário fazendo vários reféns, foi morto em uma troca de tiros com a polícia no município de Tarauacá. Após a prisão, o grupo revelou que tinha o objetivo de realizar outros assaltos contra empresários de Cruzeiro do Sul.

Fonte: Juruá Online

Um dos integrantes afirmou que fazia parte da organização criminosa PCC/Foto:ilustrativa

Nenhum comentário: