quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Volta da hora antiga do Acre é adiada; blogueiro culpa petistas

24/11/2011 01:08
Volta da hora antiga do Acre é adiada; blogueiro culpa petistas
“Os petistas do Acre não aceitam a mudança, acusam o referendo de ter sido "manipulado", e continuam se movimentando no Congresso no sentido de postergar a volta da hora antiga do Acre.”
Lira Maia disse que o projeto deverá voltar ao plenário para eliminar a emenda "danosa ao povo do oeste do Pará"/Foto: Veja
Lira Maia disse que o projeto deverá voltar ao plenário para eliminar a emenda "danosa ao povo do oeste do Pará"/Foto: Veja
O deputado Lira Maia (DEM-PA) apresentou recurso contra a apreciação conclusiva do Projeto de Lei nº 1.669 que restabelece o antigo fuso horário do Acre e de parte dos estados do Amazonas e Pará.

O Projeto de Lei, de autoria do senador Pedro Taques (PDT-MT), altera o artigo 2º do Decreto nº 2.784, de 18 de junho de 1913. Ele havia sido aprovado na Câmara e no Senado e seria enviado para sanção presidencial, restabelecendo o padrão do fuso horário brasileiro que vigorou entre 1913 e 2008.

Na verdade a presidente Dilma Rousseff oficializaria o referendo realizado em outubro do ano passado, quando a população do Acre decidiu pela volta do fuso horário com diferença de duas horas a menos em relação ao horário de Brasília.

O deputado quer a revisão do Projeto de Lei porque o mesmo recebeu uma emenda do senador Flecha Ribeiro (PSDB-PA), que mexe com o horário do oeste do Pará. Segundo Lira Maia, a emenda "contaminou o projeto dos meus amigos do Acre".

- Não tenho nada contra o pessoal do Acre, sou amigo inclusive da sua bancada, solidarizo-me com eles, mas me vi na obrigação de fazer um recurso pedindo que o projeto venha ao plenário para ser analisado, porque tem uma emenda que mexe novamente com o horário do oeste do Pará, deixando o local com uma hora de atraso em relação ao de Brasília. E a pressão de lá é muito grande - alegou o deputado.

Lira Maia disse que o projeto deverá voltar ao plenário para eliminar a emenda "danosa ao povo do oeste do Pará".

Atualmente, a diferença do fuso horário do Acre é de apenas uma hora em relação a Brasília. A mudança aconteceu em 2008, sem consulta popular, a partir da Lei 11.662/08, de autoria do então senador Tião Viana (PT), atual governador do Acre, sancionada por Lula, presidente na época.

Os petistas do Acre não aceitam a mudança, acusam o referendo de ter sido "manipulado", e continuam se movimentando no Congresso no sentido de postergar a volta da hora antiga do Acre.
fonte:contilnet

Nenhum comentário: