quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Quais os principais problemas do mundo que afetam a população brasileira?


[EcoDebate] Um estudo realizado em 2004 e 2005 pela Market Analysis Brasil divulgou estatísticas encontradas numa avaliação de um universo de 800 adultos residentes nas oito maiores capitais brasileiras que responderam à pergunta: ”Qual o problema mais importante que o mundo enfrenta hoje”?
Em 2005 foram sinalizados problemas relacionados à violência, insegurança e criminalidade em primeiro lugar, com 23% das indicações. Num estudo de novembro de 2004, com idêntica metodologia, o mesmo tipo de alusões somava 27,6%. Essa queda, não dá para comemorar visto que o segundo grupo subiu de 16,8% em fins de 2004 para 20,7% em fins de 2005.
Principais problemas do mundo para opinião pública brasileira2004(%)2005(%)
Insegurança/Violência/Crime27,623,0
Guerra e conflitos (ausência de paz)16,820,7
Pobreza (miséria, fome)5,811,8
Diferença entre pobres e ricos (desigualdades sociais,etc)3,56,1
Desemprego/Subemprego6,75,9
Corrupção (no governo e nos negócios)1,45,6
Narcotráfico/Abuso de drogas2,74,3
Crise ambiental (ameaças/poluição, mudanças de clima, superpopulação)2,43,6
Terrorismo1,52,8
Problemas econômicos/Impacto de globalização econômica3,22,6
Degradação moral, crise na educação2,12,1
Aids/HIV e outros problemas de saúde4,51,3
Outros (refugiados, biotecnologia, fundamentalismo, falta de democracia, etc)21,810,2
Total100100
Verificam-se oscilações em alguns itens supra citados no período de apenas 12 meses entre as pesquisas. Apenas um grupo permaneceu estável e consistente para os brasileiros: o da degradação e crise na educação.
A empresa Market Analysis inquiriu a mesma pergunta aos 115 líderes de opinião no Brasil, entre eles: senadores, chefes de gabinete, editores de mídia nacionais, gerentes e diretores de grandes empresas, líderes da burocracia estatal, intelectuais de renome, investidores institucionais e responsáveis por ONGs e movimentos sociais de abrangência nacional.
Principais problemas do mundo para os para os líderes de opinião no Brasil(%)
Desigualdades sociais23,5
Pobreza (miséria, fome)20,0
Crise ambiental (ameaças/ poluição/ mudança de clima, superpopulação)13,9
Violência (crime, guerra e terrorismo)13,9
Aspectos comportamentais (ética/ corrupção, comportamento, intolerância)13,9
Desemprego, distribuição de renda, modelo econômico, sustentabilidade10,4
Outros4,3
Total100
Enquanto quase metade do público geral aponta a violência e suas diferentes expressões como prioridade (18,8+20,7) = 46,5% , apenas um em cada sete líderes de opinião pensa dessa maneira (13,9%)
O problema para os formadores de opinião é de ordem sócio-econômica: uma grande maioria (53,9%) aponta as desigualdades sociais, a pobreza, e desemprego, o modelo de produção econômica e a atual distribuição de renda como os principais problemas a enfrentar. Os números supra citados são um convite a se tentar salvar a humanidade, os homens e não, erroneamente, o Planeta. Sobre esse assunto o prof. José Eli da Veiga defendeu como entrevistador do pesquisador Lester Brown, programa replicado, no Roda Viva, desta segunda feira , dia 23 de novembro.
Segundo a pesquisa da Market Analysis a interpretação mais plausível é que os líderes de opinião pensam em termos de “causa-efeito”. Isto posto, os abismos econômicos e sociais estão em primeiro lugar (as causas) seguidos da violência, guerra e terrorismo (efeitos), enquanto o público em geral interpreta esses fenômenos de maneira isolada, além de ser mais susceptível à maneira espetaculosa como cada um desses eventos é mostrado pela mídia.
No que se refere a problemas ambientais, 14% dos líderes colocam as ameaças ao meio ambiente (poluição, efeito estufa, superpopulação ou suas próprias conseqüências como as mudanças climáticas) no topo das preocupações mundiais. Entre o público geral é atribuída apenas 3,6% da prioridade entre os demais itens.
Portanto, líderes e cidadãos seguem trilhas diferentes. Enquanto uma expressiva maioria do público geral (56,1%) aponta somente os governos, os formadores de opinião estão divididos em culpar governos (32,2%), a sociedade (25,2%) e os dois, mais as empresas (30,4%)
Principais culpados pelo problema apontado como mais importante
Opções de repostaPúblico Geral
(%)
Líderes de Opinião (%)
Governos56,132,2
Sociedade23,825,2
Empresas2,83,5
Todos os três9,830,45
Nenhum dos três0,32,8
Outras respostas4,06,1
Não sabe3,5-
Total100
Uma outra fonte de informação relacionou as 10 maiores preocupações da população mundial:
Desemprego41%
Pobreza e desigualdade social35%
Criminalidade e violência35%
Corrupção e escândalos financeiros ou políticos31%
Cuidados com a saúde21%
Educação18%
Declínio moral18%
Impostos16%
Terrorismo11%
10ºAmeaças contra o meio ambiente
Observação: A porcentagem total ultrapassa 100% pois os entrevistados tiveram mais de uma opção de voto.      Fonte :Ipsos
100











Nenhum comentário: