sexta-feira, 1 de julho de 2011

Morales exige que estudantes brasileiros fixem residência na Bolivia

Qui, 30 de Junho de 2011 02:56
Cerca de 700 estudantes acreanos que fazem o curso de medicina na cidade de Cobija, na Bolivia, foram surpreendidos pelas novas regras impostas pelo presidente Evo Morales que passou a exigir visto de permanência dos brasileiros, obrigados a morarem na província. Cada estudante precisa investir cerca de R$ 1.000,00 para se regularizar e ter direito a fazer os exames finais.
Representantes dos estudantes estiveram ontem na Sessão da Aleac em Brasileia, onde foram pedir ajuda dos deputados. Eles querem a interferência dos parlamentares junto ao consulado da Bolívia no Brasil
- De início queremos o cumprimento do acordo internacional e a garantia de podermos fazer as provas que iniciam dia 15 de julho – disse Thiago Kolenda, o representante do grupo.
Reunidos com os deputados após a sessão solene, ficou definida de imediato uma reunião com os estudantes na próxima quinta-feira, quando a Mesa Diretora tentará também ser recebida pelo governo de Pando.
Os deputados acreanos querem flexibilizar a exigência do atestado de vida e residência que passou a ser exigido pelos bolivianos com o endereço fixo no território estrangeiro. A situação pegou muitos brasileiros de calças curtas. O deputado Edvaldo Souza puxou o debate e disse que o caso é de extrema emergência.
- Isso não pode deixar para ser resolvido depois. Aliás já existiram várias reuniões e os brasileiros são sempre prejudicados – destacou Souza.
Da cidade de Brasileia, Jairo Carioca – da redação de ac24horas

Nenhum comentário: