sexta-feira, 3 de junho de 2011

Estudantes peruanos denunciam falta de assistência no Acre

03/06/2011 12:00 - Atualizado em 03/06/2011 12:05
Estudantes peruanos denunciam falta de assistência no Acre
Brasileiros fazem “vaquinha” para comprar refeição e peruanos reclamam do abandono do estado e da Ufac.
Ângela Rodrigues, da Agência ContilNet
Dificuldades enfrentadas pelos peruanos têm gerado indignação por parte dos brasileiros (Foto:atribunadojuruá)
Dificuldades enfrentadas pelos peruanos têm gerado indignação por parte dos brasileiros (Foto:atribunadojuruá)
Com problemas de saúde, sem telefone, sem internet e tendo apenas as refeições oferecidas em “quentinhas”, dezesseis universitários peruanos vindos por meio de um intercâmbio entre o governo do estado e o Peru denunciam falta de assistência por parte das autoridades.

Esta situação é relatada por estudantes brasileiros em matéria publicada no site Tribuna do Juruá. Segundo relatos, oito dos dezesseis estudantes peruanos estariam hospedados na Casa do Estudante, da Ufac, distante nove quilômetros do campus, sem receber visitas e sem a presença de um representante da universidade ou do estado.

As dificuldades enfrentadas pelos colegas têm gerado indignação por parte dos brasileiros, que, comovidos, realizam até “vaquinha” para oferecer aos visitantes uma refeição diferenciada. O transporte dos peruanos fica sujeito ao horário dos índios.

Diferente da realidade vivida pelos peruanos no Acre, o grupo lembra que os brasileiros alojados em Pucalpa/Peru usufruem de internet, telefone, dormitórios confortáveis, transporte e pessoas para acompanhá-los, além de uma boa alimentação.

A reportagem da Tribuna do Juruá tentou contato com o superintendente do campus de Cruzeiro do Sul, mas não foi encontrado e nem retornou as ligações da reportagem.

Com informações, da Tribuna do Juruá
"Eu acho uma grande sacanagem o que estão fazendo com os Peruanos! Se fosse o inverso, os jornais já estariam fazendo alarde. Quando se firma um intercâmbio, é para se cumprir regras acordadas de ambos os lados. Mas pela reportagem da Tribuna do Juruá, a UFAC tá nem aí certo? A UFAC no momento, só aparece na mídia quando está sendo atacada pelos colunistas. Isto é constrangedor, devido ela ser a escola maior, para transmitir os ensinamentos a quem procura."

Blogueiro tsp.'.

Nenhum comentário: