quinta-feira, 7 de abril de 2011

Pistoleiro acusado de matar vereador Pinté é preso em Rondônia!

Segundo a polícia, Zezão, que usava o nome falso de Hélio, é pistoleiro profissional e teria recebido a quantia de 6 mil reais para cometer o crime.
Jaidesson Peres, da Agência ContilNet
José Antônio da Silva, conhecido pelo apelido de Zezão, estava foragido em Buritis (RO)
José Antônio da Silva, conhecido pelo apelido de Zezão, estava foragido em Buritis (RO)
Quase um ano após a morte do ex-presidente da Câmara de Vereadores de Acrelândia Fernando José Costa, o Pinté, a Polícia Civil  prendeu na manhã desta quarta-feira (6) no município de Buritis (RO) José Antônio da Silva, conhecido pelo apelido de Zezão. Ele é apontando como o autor do assassinato do vereador, ocorrido no dia 1º de maio do ano passado.

A vítima foi executada com seis tiros disparados à queima-roupa no quintal de  casa. Segundo a polícia, Zezão,  que usava o nome falso de Hélio, é pistoleiro profissional e teria recebido a quantia de 6 mil reais para cometer o crime.

Com base na investigação policial, o Ministério Público Estadual denunciou seis pessoas pelo homicídio, entre elas o prefeito da cidade na época, Carlinhos Araújo, preso na capital desde outubro do ano passado.

Também foram denunciados na condição de mandantes a mãe dele, vereadora Maria da Conceição, os ex-secretários municipais Jonas Vieira Prado e Joaba Carneiro da Silva.  Jhonata Alves da Silva e Francisco de Assis Alcântara Gonçalves  teriam ajudado Zezão no crime.

A acusação sustenta que o grupo político do prefeito, que foi cassado pela Câmara, havia encomendando a morte do parlamentar pagando 30 mil reais.  Dia antes de morrer, Pinté anunciou que tinha denúncias de corrupção envolvendo pagamentos ilegais de diárias e fraudes na prestação de contas da administração de Carlinhos.

De acordo com o delegado de Buritis, Lucas Torres, havia dois mandados de prisão expedidos contra o acusado. O titular da Delegacia Especializada em Combate ao Crime Organizado (Decco), do Acre, Karlesso Néspoli, comandou as campanas feitas em Rondônia para a captura.

Depois de preso, Zezão foi levado ao Hospital Regional de Buritis para exames de corpo delito e chegou ontem mesmo ao Acre, onde está à disposição da Justiça. (Com informações de Tarcílio Inácio, do Rondônia Vip)

Nenhum comentário: