terça-feira, 1 de junho de 2010

Parceria entre Governo e Prefeitura garante revitalização de ruas em Xapuri


Cerâmica Municipal está sendo reformada para ofertar os tijolos usados na pavimentação de ruas importantes da cidade, como a Pio Nazário e Doutor Batista.




As ruas Doutor Batista de Morais e Pio Nazário, duas vias principais em Xapuri, estão em fase final de revitalização. A pavimentação, feita com tijolos produzidos no município, está quase concluída. As ruas são de grande movimentação, pois dão acesso a dois pontos turísticos importantes da cidade: a Casa de Chico Mendes e a Fundação que leva o nome do líder seringueiro.



As ruas Coronel Brandão, Vinte e Quatro de Janeiro e Dezessete de Novembro estão passando por uma operação tapa-buraco e a ponte que faz a ligação com o bairro Bolívia também está em fase final de construção. Além destas obras, um convênio com o Governo do Estado no valor de R$ 340 mil garante o trabalho de drenagem e esgoto das principais ruas da cidade.



A pavimentação das ruas com tijolos, segundo o prefeito Bira Vasconcelos, traz várias vantagens e não foi escolhida por acaso. "Além de ser mais adequada por não produzir tanto calor em dias ensolarados, também gera emprego e renda em nossa cidade, já que os tijolos são produzidos na cerâmica que o Governo está revitalizando".



A reforma e revitalização da Cerâmica Municipal é executada através de um convênio no valor de R$ 252 mil entre a Prefeitura de Xapuri e Governo do Estado, através da Fundação de Tecnologia do Acre, a Funtac.



"O convênio prevê a construção dos fornos, que não existiam, a reforma dos maquinários, legalização da jazida para extração de argila e treinamento dos funcionários. Estamos na fase de conclusão dos fornos, por isso os tijolos fabricados ainda não têm a qualidade superior ideal, pois ainda são queimados em caieras", explicou o diretor da Funtac, César Dotto.



A cerâmica terá capacidade de produzir entre 120 e 150 milheiros por mês. "Logo depois desta etapa, a Funtac fará a revisão de todos os equipamentos e o treinamento adequado dos funcionários, para o manuseio das máquinas e dos fornos", explicou Dotto.

Nenhum comentário: