terça-feira, 14 de julho de 2009

MAGISTRADO DO CASO LEOPOLDO COMETE SUICÍDIO


A onda de violência na Bolívia ainda está longe do fim. Na quarta-feira, 8, o fiscal de matéria do distrito de Pando (uma espécie de promotor de Justiça), Mario Mariscal, apareceu morto em seu escritório no centro de Cobija. Seu corpo foi encontrado por volta das 14h e a tese mais defendida é que ele tenha cometido o suicídio. Mariscal foi um dos poucos magistrados, na verdade o único, que aceitou pegar o processo do ex-prefeito (governador) do departamento de Pando, Leopoldo Fernandez, que está preso em La Paz, capital da Bolívia. Segundo informações, o governo boliviano vinha fazendo pressão para que ninguém ficasse com o caso.
"JORNAL ORIOBRANCO"

Nenhum comentário: