sexta-feira, 1 de agosto de 2008

MULHER MATA MARIDO COM AJUDA DA FILHA E OCULTA CADÁVER


Uma das colocações do Seringal Palmari, a 50 quilômetros do centro de Xapuri, serviu de cenário para Francisca Alves de Lima (44), a esposa, e Celestina Alves de Lima (21), a filha, matarem Marcos Roberto de Oliveira (43) a pauladas.O crime ocorreu na noite de domingo, dia 20 de julho, e foi descoberto pela polícia pelo fato dos vizinhos perceberam a ausência de Marcos. No início da semana, o delegado Mardílson Vitorino foi procurado por moradores do Seringal Palmari, porque estavam apavorados com um possível assassinato envolvendo esposa, marido e filha.Segundo os denunciantes, o morador Marcos Roberto de Oliveira estava desaparecido há vários dias e um dos vizinhos, ao passar nas proximidades da casa do agricultor, encontrou uma espécie de sepultura e tratou de avisar aos demais e juntos procuraram a polícia.Na quarta-feira, o delegado Mardílson Vitorino determinou que uma equipe de policiais se deslocasse ao local e constataram um crime de ocultação de cadáver. Francisca Alves de Lima e a filha Celestina Alves de Lima foram presas.Em longo depoimento, dona Francisca disse que realmente tinha assassinado o marido e que havia contado com ajuda da filha. Armadas de porretes de madeira, elas bateram na cabeça de Paulo Roberto até que morresse.Francisca alegou que, nos últimos meses, vinha sendo vítima de constantes espancamentos do marido e que, no dia 20, quando ele mais uma vez se embriagou, resolveu matá-lo, contando com apoio da filha. “Não me arrependo de ter matado esse desgraçado. Se pudesse, mataria de novo”, disse a viúva.Ontem de manhã, peritos da polícia técnica de Rio Branco se deslocaram para o local do crime e removeram o corpo para o IML da capital. No final da tarde, mãe e filha foram encaminhadas ao presídio Francisco D’Oliveira Conde, em Rio Branco.

Nenhum comentário: