terça-feira, 22 de abril de 2008

GOVERNO TERÁ MUSEU EM XAPURI

Museu de Xapuri será do governo
Xapuri - Pelo menos um dos motivos de discórdia entre o prefeito Vanderley Viana e o governo do Estado caminha para um epílogo.

O antigo prédio da prefeitura, completamente restaurado durante o governo Jorge Viana para abrigar o Museu do Xapury, deve, enfim, ser definitavamente doado pelo município ao Estado do Acre.

Projeto de lei tratando da doação do patrimônio, que está sob responsabilidade do Estado por força de um termo de cessão de uso, com validade de cinco anos, celebrado em 2004 pelas duas esferas, foi encaminhado à Câmara de Vereadores nesta semana que finda.

A matéria pode, inclusive, ser aprovada na próxima sessão, que acontecerá na terça-feira.
Inaugurado em 3 de agosto de 2004, na antiga prefeitura da cidade, o museu se transformou em razão de protestos por parte do prefeito Vanderley Viana, que por diversas vezes ameaçou invadir e tomar à força o prédio, como chegou a fazer no caso da Rádio Educadora 6 de Agosto, que teve os seus equipamentos também cedidos ao governo. A invasão rendeu um processo na Justiça Federal ao prefeito. As cessões foram feitas pelo antecessor de Vanderley, o ex-prefeito Júlio Barbosa.

O acervo do Museu do Xapury possui peças que apresentam características do cotidiano de pessoas que viveram no auge do ciclo da borracha e outras com temas relativos à luta dos trabalhadores rurais e ao povoamento da cidade desde a Revolução Acreana, passando pelo segundo ciclo da borracha até a morte do líder seringueiro Chico Mendes, cuja estátua de bronze é uma das atrações mais procuradas pelos turistas e visitantes do lugar.

Em contrapartida à doação do prédio, o governo vai destinar ao município uma máquina coletora de lixo de R$ 75 mil, segundo informou ao blog o vereador José Maria Miranda (PT).
O acordo mostra que Xapuri e o próprio Vanderley muito teriam ganhado se o entendimento entre a prefeitura e o governo fosse praticado desde o princípio e não somente agora no pagar das luzes deste mandato, marcado por muitas confusões e por pouquíssimas realizações.(Jornal a Tribuna de 22.04.2008)

Nenhum comentário: